12/03/2009

FACTOR R1 - A BICICLETA MAIS AVANÇADA DO MUNDO


É anunciada como a bicicleta mais avançada do Mundo. Uma fasquia demasiado alta, a meu ver. Um dos seus cartões de visita, que atesta a sua extrema qualidade de construção é o facto de ter sido desenvolvida por engenheiros da empresa BERU com grande experiência na Fórmula 1. Quando se fala em Engenharia Aerespacial, NASA ou Fórmula 1 é o suficiente para credibilizar qualquer projecto.
O quadro é construído em carbono com acabamento metálico e construído à medida de cada comprador. Vem equipada com travões de disco de cerâmica e um sistema integrado que permite avaliar os níveis de respiração e batimentos cardíacos. Outro dos pormenores é a presença de um sistema de GPS.
Logo ao primeiro olhar, reparamos que o quadro possui uma geometria que faz lembrar os antigos quadros de estrada de alta performance, pois tem umas escoras superiores muito reduzidas e uma completa ausência de slooping. Isto traduz que o conforto não será muito privilegiado, até porque a roda traseira está mesmo por baixo do selim, fazendo lembrar as bicicletas de contra-relógio, ou mesmo as inconfundíveis BMC.
De realçar pormenores como o tudo do selim que é duplo, a forma e colocação da forqueta, a colocação do disco dianteiro no lado direito da roda e a ausência de cabos no exterior.
Pesa cerca 7Kg e custará mais de 20 00 euros!!!
Resta-me questionar que tipo de bicicleta será esta. De competição em estrada? Contra-relógio? De treino? Passeio?






Podem consultar o site da BERU AQUI
O site da Factor AQUI

Dica de Rogério Leite

5 comentários:

Rogério Leite disse...

Gomes... é realmente impressionante os materiais usados... senti falta no seu texto de algumas comparações:7Kg é muito ou pouco em relação aos concorrentes? Freios [travões] à Disco de Cerâmica são mais eficiente ou menos que os metálicos? Que vantagens têm que justifique seu uso?

Gomes disse...

Boas!
A bicicletas de competição, que correm o tour, Giro, vuelta, etc estão limitadas pela UCI a um peso mínimo de 6,8Kg no entanto, fora da competição há bicicletas abixo de desse peso, nomeadamente a BH G4ultralight. Quanto aos discos, penso que a cerâmica é apenas um preciosismo, pois a grande vantagem é que aquecem muito menos, razão pela qual são utilizados na Fórmula 1. Quanto a bicicletas, acho que não se justifica, mas, é apenas a minha opinião.

FRINXAS disse...

Sou da mesma opinião....

Deve ser mais um projecto daqueles que alguém se lembrou de tirar da gaveta, mas atenção... Se me quiserem oferecer uma.... LOL

Rogério Leite disse...

Frinxas/Gomes... tô na fila! LLLLOOOOOOLLLLLL!!!

usaralho disse...

Eu quero é umas roldanas doiradas como aquelas (e a corrente já agora) para brilhar no monte! :D ... a brincar a brincar mas pelo menos as roldanas ainda as vou ter.. das mais baratinhas pois...

Bicicletas & Caminhadas, é preciso mais?