11/03/2008

SUBIR OU DESCER?

O que é mais difícil?
Será subir a Serra da Estrela ou descer a pista de DownHill de Guimarães?
Como se diz na publicidade duma conhecida loja de electrodomésticos, “todos nós temos o nosso forte”.
Sabes qual é o teu?
Falando em termos de pedal, qual é o teu forte? Subir ou descer?
Pela minha experiência, muitos são aqueles que quando vêem uma subida, começam logo a ficar preocupados, tanto mais, porque isso significa muita libertação de suor, pernas mais pesadas, maior ritmo cardíaco, etc,
Daí surge a famosa frase, “…subir é para quem pode, descer é para quem gosta…”
Não será necessariamente assim, pois, não é qualquer um que desce sem ter sistematicamente os dedos colados às manetes de travão. Numa descida, existe também suor, muita adrenalina e um ritmo cardíaco por vezes ainda mais elevado, associado ao risco eminente de uma queda aparatosa, com consequências que podem ser dramáticas, quer para o atleta, quer para a bike.
Falando de mim, o meu terreno de eleição, são as subidas. Isto pelo facto de me sentir bem a trepar. Por uma razão qualquer, tenho uma tendência natural para subir com um esforço relativamente controlado (também depende da subida claro). Por outro lado, as decidas são uma complicação para mim. O factor “técnica “ não é o meu forte e isso faz com que as pastilhas da minha bike se gastem mais rápido que as dos outros, mas, já foi pior.
Há ainda quem consiga conciliar as duas vertentes, mas, por norma, há sempre um “forte” em todos nós.
Por estas razões, sou da opinião de que subir não é mais difícil que descer, apenas depende de cada um.

1 comentário:

RUUULAAA TEAM disse...

Caro amigo, mau era se um tipo sendo da tua terra não fosse bom trepador. Nós aqui na RUUULAAA TEAM somos os 3 grandes trepadores. Mesmo. Modestia á parte, não há subida que nos meta medo. Simplesmente as evitamos. LOL Mas é verdade. Somos da tua opinião, é preciso saber descer, mas subir tem muito que se lhe diga. Podes ter muita força, mas se não a sabes dosear ou controlar, de nada te serve, não? Vai muito do gosto de cada um...