03/04/2008

VITOR GAMITO - O Eterno Segundo


Há um nome que para quem se encontra ligado ao ciclismo não passa de modo algum despercebido. Falo pois de Vitor Gamito, o ciclista que quase ficava conhecido como o eterno segundo, devido ao facto de por várias épocas ter deixado escapar o 1º Lugar na volta a Portugal. A sua carreira como ciclista profissional teve início no ano de 1993, representando a Sicasal/Acral, liderada por marco Chagas (quem não se recorda...). A saga dos segundos lugares começou logo no seu primeiro ano como profissional. Para não variar, nos anos seguintes, mais concretamente 1994, 96 e 99 voltaria a repetir o 2º Lugar na volta. Finalmente no ano de 2000, consegue o tal ambicionado 1º Lugar. De salientar também a vitória na Volta ao Algarve, o Grande Prémio Jornal de Notícias e o título do campeão nacional de Contra-Relógio.
Durante a sua carreira representou as seguintes equipas:
- 1993/95 Sicasal/Acral;
- 1996 MX Onda/Deportpublic;
- 1997 Estepona/Toscaf;
- 1998 Troiamarisco/Milaneza;
- 1999 Troiamarisco/Porta da Ravessa;
- 2000/01 Porta da Ravessa/Zurich;
- 2002 Barbot/Torrié/Gondomar
- 2003 Cantanhede/Marquês de Marialva/Cadimarte.
Infelizmente, em 2004 seria obrigado a terminar a sua carreira de forma repentina. Tendo sido detectado um problema de saúde, viu-se obrigado a deixar a alta competição enquanto corredor, mas, orientou esforços enquanto director desportivo na formação Riberalves/Goldnutrition.
Ficam as suas vitórias e a sua combatividade que o tornam como um dos símbolos nacionais no campo do ciclismo de competição.

Sem comentários: