01/05/2012

VAMOS ORGANIZAR, MAS...

ORGANIZAR, PROMOVER, DIVULGAR,ENSINAR, AJUDAR, COMPETIR, CONTRIBUIR!

Estes são termos que isoladamente indicam, significados distintos, porém, associados traduzem a função de um Clube.
Esta função deriva da sua área de atividade que, poderá sempre ser associada a qualquer tipo de entidade, desde que se insira nos pressupostos dos objetivos da sua criação.
Tanto um clube de futebol, como um Clube de esgrima poderão seguir os termos em causa, contudo, não será muito usual, ou mesmo correto verificarmos um Clube de Futsal organizar um campeonato de esgrima. Não faz sentido!
Da mesma forma, também não será vulgar verificarem um Clube de BTT organizar um torneio de natação. Obviamente que o poderia fazer mas….não se insere na sua área de atividade.
Por este fato, existem os estatutos de Clubes e Associações que, definem os moldes que a atividade de uma entidade se irá concretizar.
O que nós assistimos actualmente por esse País fora é um conjunto enorme de INICIATIVAS, dos mais variados quadrantes do sistema associativo.
O BTT está na moda, logo, há que aproveitar a onda e tudo o que daí possa derivar.
Na maior parte das vezes, os organizadores, apenas são movidos por interesses económicos e financeiros relegando para segundo plano o interesse dos praticantes da modalidade, quer no aspeto da prática de um salutar desporto, quer na divulgação do património cultural, arquitectónico, paisagístico, gastronómico, etc.que o nosso País tem para oferecer, quer na oferta de dignas condições (trilhos bonitos e bem sinalizados, banhos e refeição).
Há no entanto que considerar que existem sistemas associativos especificamente criados para o efeito, que têm como missão exatamente os objetivos acima indicados, dentro desta área de atividade, ou seja, o ciclismo e o BTT nas suas diversas variantes.
Se um grupo de danças de salão pretende organizar um evento de BTT/ciclismo, (com base nos termos ORGANIZAR, PROMOVER,DIVULGAR, ENSINAR, AJUDAR, COMPETIR, CONTRIBUIR), deverá para o efeito contactar uma entidade competente para o AJUDAR nessa mesma organização. Se assim for, a qualidade da organização será obviamente superior pois o conhecimento e a experiência nesta área é francamente superior. Quem participar sairá satisfeito, voltará, publicitará e a INICIATIVA crescerá no bom sentido.
Se assim não for, continuaremos a verificar fitas nos percursos durante semanas ou meses após a realização do evento.
Se assim não for, as garrafas de água e outros tipos de lixos, continuarão no terreno por tempo indeterminado.
Se assim não for, cada vez será mais difícil, ou mesmo impossível, usufruir de trilhos e paisagens em parques naturais e redes natura.
Se assim não for iremos ter muita quantidade mas pouca qualidade.
Existem neste nosso País eventos de grande relevo, organizações que se dedicam à sua preparação durante meses para que tudo esteja ao melhor nível.
Temos à nossa volta grandes exemplos disso mesmo, que deverão merecer toda a nossa atenção, pois traduzem todo o empenho e dedicação perante os objetivos já referidos.
Não estará em causa se outras entidades deverão ou não dedicar-se ou não à organização destes eventos. Estará em causa o fato de haver ou não uma outra entidade competente para CONTRIBUIR com o seu auxílio e conhecimento nessa mesma organização.

Vamos
ORGANIZAR, PROMOVER,DIVULGAR, ENSINAR, AJUDAR, COMPETIR, CONTRIBUIR
mas...dentro da nossa área de atividade!

1 comentário:

Anónimo disse...

A sabedoria popular tem nos seus ditados populares um exlibris para estas mediocres iniciativas: "QUEM TE MANDA A TI SAPATEIRO TOCAR RABECÃO"