27/10/2010

RANDONNEURS PORTUGAL


Há iniciativas e projectos que merecem toda a nossa atenção, apoio e icentivo.
O objectivo deste Post é dar-vos a conhecer um novo projecto em Portugal. Sim, porque lá fora já existe há muito tempo.
Para quem anda nisto do ciclismo há vários anos, concerteza já ouviu falar do PARIS - BREST - PARIS, um evento no qual terá de se percorrer uma distância superior a 1200Km, o qual se realiza apenas de 4 em 4 anos. No final não é atribuído nenhum prémio, taça ou troféu mas sim, um "BREVET" que confirma a conclusão da prova. Não há prémios monetários nem lutas aguerridas pelo primeiro lugar, trata-se apenas de um desafio e realização pessoal.
Em Portugal não havia nada do género, até que PEDRO ALVES e ALBANO (devem recordar-se do Portugal na Vertical) decidiram que era tempo de Portugal ter algo do género, pois para se poder participar no evento acima indicado é necessário um ciclista ter uma outra série de "brevets" em distâncias mais curtas, nomeadamente, 200Km, 400Km, 600Km, etc. Como não haviam essas provas no nosso País, obrigava os ciclistas a deslocarem-se a outros Países para obtenção desses mesmos "brevets".
Graças a estes senhores, têm agora a possibilidade de conseguir tudo isto de forma mais acessível e económica.
Para obterem toda a informação acerca deste conceito consultem o site criado para o efeito e verifiquem o calendário já disponível em: www.randonneursportugal.org

4 comentários:

Pedro Alves disse...

Olá Gomes,

Mais uma vez agradeço-lhe a sua simpatia para connosco.

Boas pedaladas para si.

Gomes disse...

AS grandes iniciativas devem ser sempre reconhecidas e divulgadas. Os agradecimentos deverão ser para o FRINXAS que tem feito um excelente trabalho de apoio.

Pedro Alves disse...

Olá,

É verdade o Nuno tem sido uma ajuda adicional e entusiasta. Nós sabemos que este tipo de iniciativas são difíceis de concretizar, e apenas contamos com o passar da palavra, não somos, nem queremos ser "organizadores" de eventos.
Achamos que seria bom termos cá a possibilidade de fazer cá Brevets Randonneurs Mondiaux e como os BRM não têm uma componente comercial só poderia ter interesse para alguns entusiastas... foi o o que aconteceu.

Mais uma vez obrigado também pela sua ajuda,

FRINXAS disse...

Palavras... Eu quero é €'s para um café ;)