06/06/2009

NO COMMENTS - 52

Continuando a saga da cultura desportiva, alguém sabe o nome da ciclista nas fotos??

Uma dica:
Pratica ciclocross



5 comentários:

Rogério Leite disse...

Gomes... esta calça preta faz a mulher parecer esculpida em ônix! que beleza... será que tem tamanho G para minha namorada? hehehehe

As Minhas Pedaladas disse...

Olá, a atleta é a Willow Koerber da equipa Gary Fisher, que tem tido boas classificações no campeonato do mundo de xc. Mais aqui: http://asminhaspedaladas.blogspot.com/2009/04/willow-koerber-gary-fisher-team.html

Anónimo disse...

Agora que está descoberta a identidade da jovem, deixem-me dizer uma coisa que até achava engraçada se não fosse tão desanimadora.
A maioria das raparigas/mulheres que conheci/conheço não praticam, nem querem praticar ciclismo, dizem elas que é porque deforma as pernas, faz muitos músculos e as marcas de camionista não são muito estéticas!!! Conseguem imaginar isto depois de ver as fotos com que este blog nos brinda?
Felizmente também conheço/conheci algumas que não ligam muito a isso e não confundem a musculatura das pernas de um ciclista profissional com a musculatura das pernas de uma mulher, sempre diferentes mesmo que ela também seja profissional (a semelhança é só na falta dos pelos).
Não é melhor um musculozinho, mesmo que saliente, aliado a uma condição física e psicológica melhor, que é o que o exercício faz, do que a possibilidade de ter uma celulite prematura e aliado a isso, por vezes, alguns problemas de auto-estima?
Minhas meninas e minhas senhoras, toca a dar ao pedal, agora até há material específico para vocês.
E os namorados e maridos, toca a motivá-las, não esperem só que o mais próximo do ciclismo que elas estejam seja terem o almoço pronto quando se chega do passeio domingueiro.
Eu já tive êxito neste esforço, infelizmente, como à minha mulher deixou de apetecer dar ao pedal (nunca foi muito fã) e como temos um atleta em casa, que temos de acompanhar com muita frequência, solidarizei-me com ela e eu também não ando!!!
Por isso fico com um sorriso quando o Gomes diz que com a bicicleta tem 100 Kg., eu agora tenho mais do que isso…sem bicicleta…e sem roupa…
Assim, quando penso que devia comprar um espigão em carbono,… como uma saladinha e já poupei o peso que ia ganhar com essa peça caríssima…com o dinheiro que poupo, vou jantar a um tasco porreiro que há aqui ao pé e que faz cá um cozido à portuguesa que é obra! ;-)
A. Sousa

Gomes disse...

Ok, " as minhas pedaladas" tem toda a razão. A atleta na foto em baixo é concerteza Willow Koerber. Eu é que "meti a pata na poça", carreguei duas fotos que não pertencem à mesma atleta. Pois o Post pretendia referir-se a Hanka Kupfernagel, uma ciclista alemã de nascida em 1974 com 7 medalhas consecutivas da UCI. A sua página em: http://www.hanka-kupfernagel.de/

Erro meu me carreguei duas fotos e troquei uma delas.
Mas fica então o artigo de "as minhas pedaladas" que aconselho a visitar.

Sousa, que excelente visão do assunto, mas deixar de pedalar por simpatia!!!! Vamo lá dar ao pedal amigo!!! Já agora, que é o atleta?

Anónimo disse...

É um jovem basquetebolista, ainda mini mas que subiu de escalão e joga há duas épocas pelos iniciados, tem mais de 40 jogos feitos esta época pelo clube, pela selecção distrital e pela escola.
Eu nunca joguei basquetebol e não o pressiono em nada, a não ser na necessidade de respeito pela sua equipa (não se pode baldar porque há outros que contam com ele, pode abandonar se quiser) e pelos adversários.
Lamentavelmente, devido à guerra de gerações, ele não anda de bicicleta comigo, apesar de lhe ter comprado a primeira aos 2 anos e a que tem agora já ser a terceira (isto das bicicletas de tamanho correcto também tem de ser para os miúdos, não é? Não lhe podia comprar a primeira logo de tamanho 19!!!), só anda com os amigos. Bem, quando era pequenito ainda deu umas voltas comigo mas agora, como pré adolescente, fica mal andar com o pai, ainda por cima quando o pai anda com aquelas roupas apertadinhas e coloridas (ele também tem roupa apertadinha mas agora só quer calções largos e grandes mas não sei porquê, apesar de grandes, não passam do meio do rabo para cima!?).
Quanto ao basquetebol, apesar de pagar uma mensalidade, alguém tem de conduzir as carrinhas para levar os miúdos aos jogos, fazer de seccionista, fazer de fiscal de mesa, de árbitro, manutenção de pavilhão, etc… de maneira que sobra pouco tempo e vontade para dar ao pedal, até porque às horas que posso, não podem os amigos e eles continuaram a ganhar forma enquanto eu a perdi.
Estou a tentar fazer aquilo que infelizmente os meus pais não puderam fazer por mim. Joguei andebol, fiz canoagem e ainda solteiro fiz triatlo, atletismo e BTT, eles nunca me foram ver, nunca me puderam acompanhar, felizmente já viram o neto a jogar várias vezes e isto para mim é tão bom como era ver o sol a pôr-se quando ia para a Arrábida ou Sintra dar um passeio no fim de um dia de verão.
A. Sousa