28/06/2011

AZURIBIKE NOS CAMINHOS DE SANTIAGO

Uma aventura...
Um desafio...
Uma conquista...
Tudo isto e muito, muito mais foi a que se propuseram alguns elementos do AZURIBIKE.
No período de 23 a 25 de Junho, 8 atletas da equipa (Diamantino, Amândio, Gomes, João correia, Fernando Gouveia, Nuno Santos, Michel, Ana Correia) juntamente com o amigo Pedro, de Coimbra, lançaram-se num aventura grandiosa, a realização dos caminhos portugueses de Santiago de Compostela.
Numa atitude de peregrinação e descoberta, estes atletas depararam-se com a beleza dos trilhos, a dureza de alguns pontos de percurso, o espírito de grupo e amizade, os imprevistos, enfim, de tudo um pouco.
O primeiro dia teve início na Sé do Porto de onde partimos às 10H00 em direcção a Ponte de Lima. Foram cerca de 90Km relativamente acessíveis. Com apenas curtas paragens para alimentação a chegada deu-se cerca das 16H00. Pernoitámos no abergue de Ponte de Lima o qual se encontrava lotado.
Conseguir alojamento foi mesmo um golpe de sorte, tendo em conta que a prioridade prevêm em 1º Lugar os peregrinos a pé sem apoio, 2ª peregrinos a pé com apoio, peregrinos a cavalo, peregrinos em bicicleta sem apoio e por último, peregrinos em bicicleta com apoio. Um das particularidades deste tipo de albergues é o regime rígido de abertura e fecho, sendo que após as 22H00 já não entra mais ninguém. Assim, jantámos uma bela "Posta à Mirandesa", muito bem regada e recolhemos às 22H00 em ponto.
No segundo dia, partimos às 07H00 com destino a Ponte de Vedra. Neste dia a primeira parte do percurso revelou-se algo dura a exigir o transporte da bicicleta à mão e às costas tendo em conta as íngremes subidas em pedra solta.
Uma curta paragem por volta das 12H00 para umas sandes de presunto (também bem regadas) em Valença e de seguida pedalámos em direcção ao nosso destino, Ponte de Vedra. Esta etapa teve zonas algo monótonas devido à inclusão de extensos percursos em alcatrão.
Chegados a Ponte de Vedra, decidiu-se que ainda era tempo de pedalar e assim, seguimos da direcção de Caldas de Reis, totalizando cerca de 120Km. Chegados a esta localidade, uma vez mais o albergue encontrava-se lotado pelo que tivemos de procurar alojamento num Hotel o qual praticava preços especiais para peregrinos. Que bem que soube aquele Caldo Galego e o bife à milaneza.
No terceiro dia restávam-nos apenas cerca de 40 Km os quais foram efectuados numa total atitude descontraída, permitindo-nos a chegada a Santiago de Compostela antes das 12H00.
Foi sem dúvida um aventura, maravilhosa. Um evento a repetir no próximo ano.
De referir a enorme quantidade de grupos de ciclistas provenientes dos mais diversos pontos do nosso País. Os ìndios do Monte, uma equipa da Cicloviriato, Estarreja, e muitos muitos outros.
Estes foram dias que permitiram uma total ausência do quotidiano, dos problemas e dos anseios. Momentos de reflexão interior e de convívio. Espirito de sacrifício e de ajuda mútua.
Aconselho vivamente!
Brevemente a publicação do vídeo da peregrinação.

27/06/2011

AZURIBIKE NAS 6 HORAS DE RESISTÊNCIA DA BESELGA

No passado domingo, dia 26 de Junho, realizou-se na localidade da BESELGA a prova de 6 Horas de Resistência em BTT.
O Clube DE BTT Azuribike Mangualde Team, deslocou-se a esta conhecida localidade com várias equipas que, face ao extremo calor que se fez sentir, conseguiram resultados bastante meritórios.
Participaram no evento 3 equipas de dois elementos masculinos e uma equipa mista (masculino/feminino).
Sérgio Ramos e Carlos Damião conseguiram garantir o 3º lugar do pódio em equipas de 2 elementos enquanto que António Oliveira e Joaquim Patrício alcançaram a 5ª Posição. Hugo Caiado e Emanuel Pais conseguiram a 6ª posição.
Nas equipas mistas, Ana Bela Marques e Fernando Cabral alcançaram um excelente 2º lugar.
Todos os atletas presentes, das mais variadas equipas, tiveram de suportar o extremo calor que se fez sentir no decorrer desse dia, em que às 09H30 já o termómetro marcada 33º. A temperatura viria a alcançar ainda os 42º. Uma verdadeira prova de resistência em que as capacidades de sacrifício dos atletas foram postas à prova, traduzindo-se num excelente dia de BTT.
Parabéns a todos.
Todas as classificações poderão ser consultadas AQUI


14/06/2011

OS NOSSOS CAMPEÕES DO PASSADO - JOSÉ MARIA NICOLAU

José Maria Nicolau, ciclista português, nasceu no Cartaxo no dia 15 de Outubro de 1908. Ingressou no Sport Lisboa e Benfica em 1929. Venceria com a camisola encarnada a Volta a Portugal em 1931 e 1934. O país desportivo, na década de 1930, rejubilou com os seus famosos duelos com o arqui-rival sportinguista Alfredo Trindade, também de Cartaxo. Ambos tinham cinco meses de diferença de idade e uma mútua amizade. Nicolau era alto, forte e possante, ao contrário de Trindade, pequeno e franzino. Esta sã rivalidade desportiva entre os dois contribuiu decisivamente para a consolidação dos dois emblemas desportivos a nível nacional. Nicolau é considerado o maior corredor da História do ciclismo do Benfica, modalidade simbolicamente representada no seu emblema.

Terminaria a sua carreira no dia 24 de Setembro de 1939. Faleceu em Agosto de 1969, num acidente de viação, quando Alfredo Trindade era, por curiosidade, técnico de ciclismo do Benfica.

Carreira desportiva

Carcavelos: 1928
Sport Lisboa e Benfica: 1929-1939
Palmarés desportivo 1930   
  • 100 Km da Golegã  Lisboa-Coimbra
1931   
  • Volta a Portugal (6 etapas ganhas)  Porto-Vigo  Taça da União  Volta a Lisboa
1932   
  • Taça da União  Volta a Lisboa  Porto-Lisboa (recorde de menor tempo gasto)  Lisboa-Coimbra  Vencedor de 12 etapas em 19 possíveis na Volta a Portugal
1933   
  • Lisboa-Bombarral-Lisboa
1934   
  • Volta a Portugal  Tábua-Coimbra-Tábua  Porto-Lisboa
1935   
  • Porto-Lisboa
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Maria_Nicolau

13/06/2011

RESCALDO 1º DUATLO BTT DE MOURILHE

A Associação Cultural e Recretativa de Mourilhe organizou no passado dia 10 deJunho o seu primeiro duatlo de BTT.
Comparecerem nesta prova diversos atletas, alguns mais habituados a este tipo de provas, outros nem por isso.
Os atletas Azuribike estiveram presentes neste evento tão próximo da sua Terra que, embora não habituados a este tipo de provas, suportaram a grande exigência física própria de um Duatlo de BTT.
O circuito previa uma parte inicial de Corria de 5 Km, seguida de 27 Km e posteriormente mais 2,5 Km em corrida.Toda a informação relativa a esta prova poderá ser consultada em: http://acrmourilhe.blogspot.com/






07/06/2011

CAFFELATEX - EFFETTO MARIPOSA

A tendência actual no que concerne aos pneus para bicicleta centra-se na conversão de pneus em tubeless ou a utilização das novas apostas "Tubeless Ready".
O objectivo principal passa sempre por conseguir evitar um furo. Caso este objectivo possa aliar-se a um conjunto com baixo peso, tanto melhor.
Assim, as marcas de pneus têm apostado nas versões preparadas para utilização como Tubeless, através da adição de líquidos selantes.
Aqui, muitas são as alternativas, estando algumas já completamente implatadas no mercado com relevantes provas dadas.
Convém no entanto, referir os novos produtos e as novas tecnologias nesta categoria.
Falo dos produtos CAFFÉLATEX, mais concretamente no seu liquido anti-furo que a sua acção é designada por "EFEITO MARIPOSA" (Effetto mariposa).
Trata-se de um liquido anti-furo que funciona através da inércia de rotação da roda da bicicleta. Quando esta começa a rolar, provoca um efeito no liquido fazendo com este se transforme num género de espuma que preenche todos os poros do pneu. O resultado é um pneu resistente aos furos,leve sem as desagradáveis características "pegajosas" ou "colantes" da maioria dos liquidos selantes anti-furo.
Pode inserir-se através de qualquer válvula de enchimento mediante o uso da seringa disponibilizada pela marca. Como não produz o efeito cola, não é necessário desmontar a válvula tubeless.
Podem consultar o site da marca em: www.effettomariposa.eu



O TRUQUE É NUNCA DESISTIR

04/06/2011

VÍDEO DA SEMANA - 7

Jef Mildon, conseguiu o primeiro triplo Backflip da história em BMX.

VOLTA A PORTUGAL - OS NOSSOS CAMPEÕES DO PASSADO

Iremos inciar uma nova categoria aqui no Azuribike.
OS CAMPEÕES DO PASSADO

Trata-se de recordarmos aqueles que participaram e venceram a nossa VOLTA A PORTUGAL.
Recordamos aqui ANTÓNIO AUGUSTO DE CARVALHO, vencedor da primeira volta em 1927. Representava a equipa do Carcavelos e a volta foi concluída à média de 24,191 Km/Hora
Natural de Sintra, este ciclista que inaugura a galeria de vencedores foi referenciado no Jornal da Terra conforme se transcreve:

"No Domingo findo quinze do corrente, chegou ao seu termo a prova desportiva mais formidável até hoje realizada. Como vossas Excelências bem sabem esse empreendimento deve-se ao jornal DIÁRIO DE NOTÍCIAS (...). A primeira volta em bicicleta em torno de Portugal trouxe-lhe novo título de glória - Dessa glória partilhamos também nós Sintrenses pois coube-nos a honra da vitória na pessoa dum nosso conterrâneo ANTÓNIO AUGUSTO DE CARVALHO, NATURAL de ALBARRAQUE (freguesia de Rio de Mouro ), deste concelho".