20/04/2011

AZURIBIKE NO TOPO DE PORTUGAL


A Serra Da Estrela serviu palco a uma actividade épica desenvolvida no passado dia 16 de Abril pelo Atleta Rui Lopes, com a Companhia de Vítor Madureira. Sem qualquer carácter competitivo, estes dois atletas dirigiram-se à Serra da Estrela e partiram de Folgosinho para em apenas 7 Horas percorrem 90 km na Serra num total de 2400 metros de acumulado de subida, o que equivale a subir a Serra da Estrela uma vez e meia numa BTT. O percurso tinha tanto de dureza e exigência física como de belo e maravilhoso. A orla da Serra permite uma observação única, o contacto com a natureza e momentos de liberdade inesquecíveis.
Fica o relato efectuado por RUI LOPES:
Caros amigos, do Mundo Azuribike:
No passado dia 16 de Abril, decidi fazer algo diferente com a minha companheira, a minha bicicleta de BTT, um passeio na Serra da Estrela. A ideia surge como uma necessidade de me refugiar na Natureza essa que por si só tem um poder Inatingível. Por sorte minha arranjei um amigo, a ultima da hora, para me acompanhar, Grande Vítor, se não fosses tu teria me perdido completamente.
Este Passeio com cerca 85 km, e 2400m de acumulado, deu-se pelas seguintes localidades: Folgosinho – Valhelhas – Manteigas – Penhas Douradas – Vale do Rossim – Folgosinho. (circuito em anexo)
Queria com este texto partilhar algumas experiências vividas neste maravilhoso dia. É curioso que tantas vezes fui há serra e nunca a vi desta maneira, talvez porque sempre fui onde todos sempre vão e nunca tinha decidido explorar, só nesta altura é que se vê o que realmente é belo. As vias rápidas fazem-nos andar mais depressa mas deixa-nos passar os pormenores, andar depressa demais deixa-nos á quem da beleza. No meio de tanta perfeição, flores, árvores, quedas de água, rios, vales, montes, paisagens únicas, dei comigo a pensar que nas poucas provas que participei, se me perguntarem onde passei, o que vi, o que recordo, simplesmente respondo, NADA, ou melhor, lama, vegetação, pedras e uns quantos betetistas com uma ganância enorme em chegar em primeiro. O BTT é lindo porque permite-nos além da condição física, andar por paisagens únicas, conhecer e explorar a Natureza, conhecer pessoas e desenvolver amizades, desenvolver-nos como Homens, permite-nos ainda chegar mais longe, isto sim, eu chamo BTT. Convido todos vós a fazer algo do género, sem pressas, sem tempos e sem metas, e garanto-vos que vale bem a pena. Só mais um pequeno aviso, não façam como eu e levem reforço, barritas, marmeladas, muito líquido, se não fosse o experiente Vítor teria ficado pelo caminho.
A todos os amantes do BTT, quero desejar umas óptimas pedaladas e não se deixem vencer pela derrota., pois essa e apenas uma questão de perspectiva.

5 comentários:

Lino Moreira disse...

Grande aventura, sim senhor...
Amigo Rui Lopes, por acaso não levaste o GPS, é que a malta aqui do Dão Nelas BTT, anda a pensar em fazer uma aventura do género, espero eu que seja depois de eu recuperar da minha lesão.... e claro se tivesses o track GPS e disponibilizasses à malta era porreiro. Podes enviar para lmoreira01@daonelas.com. Abraço

João Menezes disse...

Aventureiros......
Caros amigos será possivel arranjar esse trilho, parece interessante, e com essa apresentação já estou convencido. Se poderem mandem para jmenezes_73@gmail.com. Parabéns. Abraço.

ADCR - Mosteiro de Fráguas disse...

Boas,

Antes demais, PARABÉNS, pois é algo que já sonhei várias vezes fazer.
E já agora proveito, tal como os anteriores companheiros, para pedir se possível a disponibilização do percurso efectuado, pois quem sabe a malta um destes dias arranca pela serra acima.
o meu mail é jomifema@gmial.com
Abraço
Miguel

Gomes disse...

È minha intenção fazer ester percurso também. Fiquei com água na boca. Quem tem o Track GPS é o vitor Madureira. Penso que seria interessante combinar uma data para efectuar esta aventura pois há já muitos interessados!!!

Manuel Ribeiro disse...

Ora aqui está algo digno de valor...
Antes demais quero desejar os parabéns aos corajosos e em seguida ao criador deste blog, pois são noticias como estas que nos fazem esquecer um pouco este período menos bom. Tal como disseram eu também já pensei, pensei e pensei fazer algo do género, mas falta sempre um empurrão(pois sozinho não dá),quem sabe se desta vez não será de vez. Se decidirem fazer algo do género agradecia ao criador do blog que publica-se. Obrigado e aguardo convite para umas aventuras... Cumprimentos Manuel Ribeiro...